Sem combinar! Bélgica vence Inglaterra no jogo dos líderes e passa em primeiro

Poupando dos titulares, “Geração Belga” administra partida e fica com a primeira posição da chave. Vencendo o Japão, se coloca no caminho do Brasil nas quartas

 

 

Quem pensava que o encontro entre os líderes do Grupo G seria apenas uma formalidade, como já aconteceu com França e Dinamarca, se enganou. Mesmo jogando com times mistos, as equipes fizeram uma partida movimentada, nesta quinta, em Kaliningrado, quando a Bélgica derrotou a Inglaterra por um a zero e confirmou os cem por cento de aproveitamento na primeira fase da Copa do Mundo. Após um primeiro tempo sonolento, os belgas passaram a buscar o ataque e, logo no início da segunda etapa, Januzaj marcou o gol da vitória belga. Apesar do time inglês não mostrar muito interesse em virar o placar, se contentando com a segunda posição na classificação, o time da Bélgica parecia mesmo determinado a enfrentar o Japão nas oitavas de final e nos últimos minutos procurou ampliar o placar, criando boas oportunidades e deixando a impressão que, de fato, administraram a partida podendo ganhar a qualquer momento. Quem passar do confronto entre Bélgica e Japão estará no caminho da seleção brasileira nas quartas de final.

 

 

POUCAS OPORTUNIDADES, TIMES ACOMODADOS E VAIAS, MUITAS VAIAS

 

A primeira chance da partida foi com Vardy que ficou com a bola no erro da zaga belga e cruzou rasteiro para Courtois cortar com o pé. A Bélgica respondeu com Tielemans que chutou da intermediária para grande defesa de Pickford. Hazard fez boa jogada pela direita e cruzou para Fellaini que deixou para Batshuayi, mas a bola ficou para o goleiro inglês que se atrapalhou e viu o atacante belga finalizar. A bola ia entrando quando Cahill tirou em cima da linha. Os ingleses responderam com cruzamentos. Primeiro com Cahill que subiu no meio da zaga e cabeceou para fora, depois com Vardy que recebeu bola de Arnold e cabeceou para fora. A Bélgica seguia mais próxima do gol e após cobraça de escanteio, novamente houve confusão na área da Inglaterra antes que a zaga conseguisse afastar as investidas de Fellaine e Tielemans.

 

 

A equipe bretã respondia. Alexander-Arnold ganhou bola no círculo central, tabelou e avançou pelo lado direito, tentou o um cruzamento e acabou mandando para o gol. O goleiro belga apenas acompanhou com os olhos. Arnold cobrou escanteio pelo lado esquerdo, Loftus engana a marcação e cabeceia sozinho à direita do gol de Courtois.  Fellaini recebeu falta cobrada dentro da área e deixou para Batshuayi  que atrasou para Harzard. O lateral chegou batendo e isolou a bola. Com poucas oportunidades, os dois times deixaram o campo sob vaias do público presente no estádio de Kalinigrado.

 

 

INGLESES SATISFEITOS, ADMINISTRAÇÃO BELGA E BOAS CHANCES NO FIM

 

A segunda etapa começou com mais mobilidade das equipes. Rashford pegou bola espirrada de Dendoncker, entrou na área e bateu, mas jogou à esquerda do goleiro belga. Januzaj recebeu em velocidade, invadiu a área, cortou o zagueiro e acertou o ângulo do goleiro. Um belo gol belga para tirar o zero do placar e quebrar a monotonia do primeiro tempo. Os ingleses tentaram a reação. Primeiro Loftus ciscou pelo meio e foi derrubado. Falta que Arnold jogou na barreira. Depois o meia inglês avançou pela ponta direita, foi à linha de fundo e tentou o cruzamento, mas o goleiro belga interceptou. Vardy fez grande jogada pelo meio e encontrou Rashford entrando pelo lado esquerdo. O atacante bretão teve todo espaço para escolher o canto e bater. Courtois desviou com as pontas dos dedos e viu a bola sair pela linha de fundo, naquela que foi a melhor chegada da Inglaterra na partida. Rashford cobrou escanteio na área belga, após a zaga afastar, a bola sobrou para Welbeck que chutou no canto, mas os zagueiros adversários cortaram novamente.

 

 

Após fazer o gol da vitória, o time belga passou a administrar a partida. Como a Inglaterra não demonstrava muito interesse em ficar com a primeira posição da chave e pouco ameaçava a meta de Courtois, mesmo criando algumas chances prontamente desarmadas pela zaga. Nos últimos minutos ainda deu tempo de Hazard aparecer. O lateral direito passou como quis pelo adversário e cruzou na medida para Mertens chutar com força para grande defesa de Pickford. Na sobra, Hazard encheu o pé, mas carimbou em Chadli. Nos acréscimos, trapalhada da zaga inglesa que não conseguiu afastar a bola e quase leva o segundo gol. Após o bate e rebate, o árbitro marcou falta.

 

 

PRÓXIMA PARTIDA

 

Com cem por cento de aproveitamento, os belgas confirmaram a primeira posição no Grupo G e enfrentam o Japão, na próxima segunda, às 15h00, em Rostov. A Inglaterra encontra a Colômbia, no domingo, dia 1/7, às 15h00, no estádio Spartak, em Moscou.

 

FICHA TÉCNICA
INGLATERRA 0 X 1 BÉLGICA

 

Local: Kaliningrado
Data: 28 de junho de 2018 (Quinta)
Horário: 15h (de Brasília)

 

Árbitro: Damir Skomina (SVN)

 

Gols: Adnan Januzaj 6’/2ºT

 

Cartões amarelos: Youri Tielemans e Leander Dendoncker (Bélgica)

 

INGLATERRA: Jordan Pickford; Phil Jones, John Stones (Harry Maguire) e Gary Cahill; Eric Dier, Ruben Loftus-Cheek, Fabian Delph, Trent Alexander-Arnold (Danny Welbeck) e Danny Rose; Marcus Rashford e Jamie Vardy
Técnico: Gareth Southgate

 

BÉLGICA: Thibaut Courtois; Leander Dendoncker, Dedryck Boyata e Thomas Vermaelen (Vincent Kompany); Marouane Fellaini, Mousa Dembélé, Nacer Chadli e Thorgan Hazard; Adnan Januzaj (Dries Mertens), Youri Tielemans e Michy Batshuayi
Técnico: Roberto Martínez

Copyright© 2007/2018 - AGÊNCIA DE NOTÍCIAS.COM.BR - Todos os direitos reservados.
Este material não pode ser publicado, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização.