Brasil vence a Sérvia por dois a zero e encara o México nas oitavas de final

Mostrando paciência e sabendo esperar o momento do gol, comandados de Tite vencem sérvios, espantam a zebra e revivem duelo latino na próxima fase

 

 

Em uma Copa do Mundo marcada pela dificuldade enfrentada por equipes favoritas, onde alguns gigantes do futebol mundial estão eliminados ou passaram com muita dificuldade para a próxima fase, a seleção brasileira não teve dificuldades para vencer a Sérvia por dois a zero, nesta quarta, em Moscou e se classificar para as oitavas de final da Copa 2018. Sem passar por sufoco e sem dar espaço para que a zebra passeasse no gramado do estádio do Spartk. Apesar do esforço do time sérvio, os comandados de Tite mostraram disposição e, apesar de deixarem alguns espaços, principalmente no início do segundo tempo, os jogadores tiveram paciência, souberam esperar o momento certo para marcar os gols e resolver a partida. Paulinho abriu o placar no primeiro tempo e Thiago Silva ampliou na etapa final. Oponto negativo ficou pela quantidade de oportunidades perdidas por Neymar e Gabriel Jesus. Com a liderança do grupo, o Brasil segue para as oitavas de final e encara os Mexicanos que ficaram em segundo lugar no Grupo F, eliminando a poderosa e temida seleção alemã.

 

 

SUSTO COM MARCELO, DISCIPLINA TÁTICA E BELO GOL DE PAULINHO

 

Neymar carregou a bola pela meia direita e rolou para Philippe Coutinho na entrada da área. O meia dominou e bateu, acertou Gabriel Jesus que estava em posição de impedimento. Na sequência, Coutinho triangulou com Neymar e a bola sobrou para Jesus que arrancou e bateu em cima do goleiro Stojkovic, mas o árbitro iraniano assinalou outro impedimento do ataque brasileiro. Aos oito minutos, Marcelo sentiu lesão e precisou ser substituído por Felipe Luíz. O lateral brasileiro saiu chorando, sendo consolado por Tite e pelo médico Rodrigo Lasmar. O time da Sérvia tentava explorar as deficiências da equipe de Tite, principalmente com as bolas levantadas na área. Kostic roubou bola e cruzou. Alisson saiu de soco e afastou o perigo. Neymar recebeu pela ponta esquerda, achou Gabriel Jesus quase na pequena área. O atacante meio que tropeçou na bola que voltou para Neymar que chegou batendo de perna esquerda e jogou à esquerda do goleiro sérvio.

 

 

Na sequência, o camisa dez fez grande lançamento para Gabriel Jesus que entrou na área, cortou o zagueiro e bateu em cima do zagueiro. O time europeu jogava com paciência esperando os brasileiros abrirem os espaços. Tadic passou como quis por Fagner e centrou na área para Mitrovic. O atacante chegou batendo, mas a bola foi por cima da meta de Alisson. Logo em seguida, Philippe Coutinho lançou por cima para a infiltração de Paulinho. O meia ganhou na velocidade e de um toque para encobrir Stojkovic e colocar o Brasil na frente do placar, aliviando a pressão sob o time de Tite. Na última boa chance da primeira etapa, Neymar recebeu na ponta esquerda da área e bateu colocado tentando o ângulo do goleiro adversário, mas a bola saiu por cima.

 

 

PACIÊNCIA, GOL DE THIAGO SILVA E CHANCES PERDIDAS COM NEYMAR

 

O segundo tempo começou com a Sérvia pressionando a marcação sobre os brasileiros. Porém, a primeira oportunidade foi de Willian que escapou pela direita tentou cruzar, mas foi desarmado por Kolarov. Aos dez minutos, Willian ajeitou de cabeça para Coutinho no círculo central, o meia lançou cruzado para Neymar que invadiu a área e bateu forte para defesa do goleiro sérvio. Veljkovic encontrou Matic na direita, o volante cruzou, Alisson cortou errado e a bola sobrou para Mitrovic, que não esperava a falha do goleiro brasileiro, se assustou, tocou fraco de cabeça e viu a zaga brasileira afastar. A Sérvia aumentou a pressão em busca do gol de empate, alternando as jogadas pelas laterais. Kolarov saiu pela esquerda e cruzou para Milincovic-Savic que chutou para fora. A seleção brasileira tentava sair da pressão imposta pelos sérvios que precisavam virar o placar para se classificar. Aos vinte e três minutos, Neymar cobrou escanteio pela esquerda. Thiago Silva subiu sozinho, na pequena área, para cabecear e fazer o segundo do Brasil, em Moscou.

 

 

Com o gol, os pentacampeões melhoraram em campo. Logo depois, o camisa dez fez grande passe para Coutinho na entrada da área, o meia colocou de lado e chutou, mas a bola explodiu na zaga e foi para escanteio. Na cobrança, a bola sobrou para Felipe Luís que soltou a bomba para grande defesa de Stojkovic. Com a partida praticamente decidida, o time de Tite passou a administrar o resultado, mesmo assim, ainda houve tempo para Willian escapar pela direita e, na linha de fundo, cruzar para Neymar, na marca do pênalti, bater de frente para o gol. A bola quicou e saiu por cima da meta sérvia. Não era mesmo o dia de Neymar. Fernandinho tentou abrir o lance na esquerda, a bola explodiu no peito do defensor e se ofereceu para o craque brasileiro que perdeu nova chance. Gabriel Jesus ainda teve tempo de desperdiçar mais uma oportunidade nos últimos minutos, porém, nada que mudasse os rumos da vitória brasileira e a classificação em primeiro lugar do grupo.

 

 

PRÓXIMA PARTIDA

 

Com o primeiro lugar do Grupo E garantido, a seleção brasileira volta a campo na próxima segunda, dia 2/7, às 11h00, em Samara, quando encara o México pelas oitavas de final da Copa do Mundo Rússia 2018. Os sérvios voltam para casa com o terceiro lugar na classificação, três pontos conquistados em uma vitória e duas derrotas.

 

FICHA TÉCNICA
SÉRVIA 0 X 2 BRASIL

 

Local: Estádio Spartak, Moscou
Data: 27 de junho de 2018 (Quarta)
Horário: 15h (de Brasília)

 

Árbitro: Alireza Faghani (IRN)

 

Gols: Paulinho 36’/1ºT e Thiago Silva 23’/2ºT (Brasil)

 

Cartões amarelos: Adem Ljajic, Nemanja Matic, Aleksandar Mitrovic (Sérvia)

 

SÉRVIA: Vladimir Stojkovic; Antonio Rukavina, Nikola Milenkovic, Milos Veljkovic e Aleksandar Kolarov; Nemanja Matic e Sergej Milinkovic-Savic; Dusan Tadic, Adem Ljajic (Andrija Zivkovic) e Filip Kostic; Aleksandar Mitrovic
Técnico: Mladen Krstajic

 

BRASIL: Alisson; Fagner, Thiago Silva, Miranda e Marcelo (Filipe Luís); Paulinho (Fernandinho) e Casemiro; Willian, Philippe Coutinho (Renato Augusto) e Neymar; Gabriel Jesus
Técnico: Tite

Copyright© 2007/2018 - AGÊNCIA DE NOTÍCIAS.COM.BR - Todos os direitos reservados.
Este material não pode ser publicado, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização.