Érika Miranda se redime, vence repescagem e vai disputar o bronze na Rio 2016

Brasileira começou perdendo, mas reagiu com golpe perfeito e eliminou romena que esteve no pódio em todos os mundiais do ciclo olímpico

Foi no sufoco. Faltando apenas 28 segundos para o fim da luta, a brasileira Érika Miranda derrotou a romena Andreea Chitu por ippon, o golpe perfeito no judô, e vai disputar a medalha de bronze na repescagem da categoria até 52 quilos. A luta começou devagar com as atletas estudando casa movimento uma da outra. A coisa começou a complicar quando o árbitro deu um cartão amarelo para a brasileira, que definiria a luta caso ninguém conseguisse uma pontuação.

 

Para piorar, a romena encaixou um golpe quase perfeito, abrindo 10 a 0 no placar e o clima de aflição tomou conta da plateia por um instante. Porém, a torcida brasileira entrou no tatame e começou a incentivar Érika sob os gritos de Brasil, Brasil, Brasil. Era a injeção de ânimo que a judoca precisava. A brasileira mudou a postura, partiu pro ataque, encaixou a perna esquerda entre as pernas da oponente, segurou o quimono pelas costas e projetou o golpe perfeito que fez a Arena Carioca 2 vibrar como se comemorasse um gol, para delírio da técnica brasileira.

Copyright© 2007/2016 - COMENTANDO.COM.BR - Todos os direitos reservados.
Este material não pode ser publicado, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização.