Em grande estilo, Rússia goleia a Arábia na abertura da Copa do Mundo 2018

Impiedosos! Mexidas do treinador funcionam, donos da casa não dão chances para os adversários, vencem por 5 a 0 e fazem a festa da torcida em Moscou

 

 

Se o período que antecedeu a Copa do Mundo foi conturbado para a seleção russa, a estreia no Mundial não poderia ter sido melhor. Embalados pelos torcedores que lotaram e estádio de Luzhniki, os donos da casa passearam e, em grande estilo, golearam a fraca seleção da Arábia saudita por cinco a zero. Com a difícil missão de substituir Dzagoev, um dos craques do time que se contundiu na primeira etapa, Denis Cheryshev saiu do banco para fazer dois gols e ser o protagonista da excelente vitória dos anfitriões. Yuri Gazinskii, Artyom Dzyuba e Aleksandr Golovin completaram a goleada. Com a vitória desta quinta, a Rússia abriu saldo de gols, o que é fundamental em uma competição curta como a Copa do Mundo, e deu um passo importante na direção de manter a regra de que toda seleção anfitriã se classifica, pelo menos, para as oitavas de final. Exceção feita apenas em 2010, quando os sul-africanos foram eliminados na primeira fase.

 

 

PRIMEIRO GOL DA COPA E CONTUSÃO DO PRINCIPAL JOGADOR

 

Nos primeiros lances da Copa do Mundo 2018, o time da Rússia mostrou que tentaria manter o controle da partida, buscando o ataque. O brasileiro naturalizado russo, Mário Fernandes, escapou pela esquerda e cruzou, a bola passou pela área sem que nenhum russo aparecesse para finalizar. Dzagoev se livrou do marcador e chutou em cima do marcador, Galovin pegou a sobra e também carimbou na zaga. Os russos começaram impondo seu jogo, obrigando a seleção visitante a se defender e se limitar às jogadas de contra-ataque. Mas a Rússia pressionava para fazer a festa de sua torcida presente na arena, em Moscou. Logo aos doze minutos, Galovin tabelou com Zirikov no lado esquerdo do ataque, cruzando na medida para Gazinski subir sozinho, cabecear no contrapé de Muaiouf e marcar o primeiro gol da Copa do Mundo. Os donos da casa estavam bem na partida e não davam descanso para os zagueiros da seleção saudita. Mário Fernandes escapou pela direita do ataque e cruzou para Dzagoev finalizar, obrigando o goleiro Al-Muaiouf se esticar todo para evitar o segundo gol dos donos da casa.

 

Na sequência, durante contra-ataque dos anfitriões, Dzagoev sentiu a coxa, caiu e teve que ser substituído por Cheryshev. Depois do primeiro gol, a seleção europeia impôs seu jogo, dominando as ações ofensivas, principalmente pelo lado esquerdo. Os árabes tentavam sair no contra-ataque, mas erravam muitos passes e perdiam a maioria das oportunidades. Smolov partiu em velocidade e recebe falta por trás, o juiz deu vantagem, pois a bola sobrou para Galovin que foi desarmado por Osama e ficou pedindo pênalti. Cheryshev foi lançado na esquerda, tentou passar pelos zagueiros, errou o drible e foi desarmado. Logo depois, Mário Fernandes fez lançamento para Smolov, que recebeu na ponta direita, driblou o marcador e tocou para Galovin. O meia achou Cherishev na esquerda. Dessa vez, o russo acertou o drible, deixou dois adversários no chão e bateu de canhota, no ângulo do goleiro saudita, fazendo um belo gol para os donos da casa. Rússia dois a zero.

 

 

ESTRELA DE CHERYSHEV E PASSEIO RUSSO EM MOSCOU

 

O segundo tempo começou devagar sem que nenhuma das equipes criassem grandes oportunidades. Então, foi que a Arábia Saudita quebrou um pouco da monotonia que dominava a segunda etapa. Após a zaga russa bater cabeça, Al-Burayk fez longo cruzamento da direita, o atacante Al-Sahlaw raspou com a ponta da chuteira, mas sem força para fazer o gol e o volante Al-Jassim tentou alcançar a bola que saiu pela linha de fundo. Na sequência mais uma jogada dos Arábes, Al-Jassim cobrou falta e Al-Faraj cabeceou para fora. Na tentativa de mudar o panorama da partida, os técnicos mexeram nas equipes ao mesmo tempo. No time visitante Al-Burayk deu lugar a Al-Muwallad. Na seleção dos donos da casa Kuziaev e Dzyuba entraram na vaga de Samedov e Smolov. O time da casa melhorou. Zobnin saiu pelo lado esquerdo, passou pela marcação e bateu cruzado, o goleiro Al-Muaiouf tentou defender e a bola escapou de suas mãos duas vezes para, finalmente, na terceira tentativa, conseguir finalizar a defesa.

 

Aos vinte e seis minutos, quando os árabes tentavam uma reação e buscavam diminuir a diferença no placar, Galovin tabelou com o brasileiro Mário Fernandes na entrada da área e cruzou na medida para Dzyuba subir e cabecear no cantinho esquerdo de Al-Muaiouf, fazendo o terceiro gol da Russia e enlouquecendo o estádio Luzhniki. E o passeio russo não parou no terceiro gol. Apesar da partida ter dado uma esfriada no fim do segundo tempo, no acréscimos, os donos da casa ampliaram mais duas vezes. Primeiro, na ponta esquerda, Galovin escorou de peito para Cheryshev que entrou na área e bateu de perna esquerda, com três dedos, para encobrir o goleiro árabe e marcar o quarto gol do jogo. Para fechar a conta, Galovin cobrou falta pelo lado direito do ataque. A bola passou ao lado da barreira, que saltou pouco e entrou raspando o poste esquerdo de AlMayouf. Rússia cinco, Arábia Saudita zero e festa completa dos donos da casa. Certamente a noite foi de muita vodca em Moscou.

 

 

PRÓXIMA PARTIDA

 

Depois da estreia com vitória, os russos voltam a campo na próxima terça, dia 19, para enfrentar a seleção do Egito, às 15h00, em São Petersburgo. Os árabes tentam se recuperar da derrota e vencer o Uruguai, na quarta, dia 20, ao meio-dia, em Rostov.

 

FICHA TÉCNICA
RÚSSIA 5 X 0 ARÁBIA SAUDITA

 

Local: Luzhniki, Moscou
Data: 14 de junho de 2018 (Quinta)
Horário: 12h (de Brasília)

 

Árbitro: Néstor Pitana (ARG)

 

Gols: Yuri Gazinskii 11’/1ºT, Denis Cheryshev 42’/1ºT e 46’/2º T, Artyom Dzyuba 26’/2ºT, e Aleksandr Golovin 49’/2ºT (Rússia)

 

Cartões amarelos: Aleksandr Golovin (Rússia) e Taisir Al-Jassim (Arábia Saudita)

 

RÚSSIA: Igor Akinfeev; Mário Fernandes, Ilya Kutepov, Sergei Ignashevich e Yuri Zhirkov; Yuri Gazinskii, Roman Zobnin, Aleksandr Samedov (Daler Kuziaev), Alan Dzagoev (Denis Cheryshev) e Aleksandr Golovin; Fyodor Smolov (Artyom Dzyuba)
Técnico: Stanislav Cherchesov

 

ARÁBIA SAUDITA: Abdullah AlMayouf; Mohammed AlBurayk, Osama Hawsawi, Omar Othman e Yasser Al Shahrani; Salman Al Faraj, Abdullah Otayf (Fahad AlMuwallad), Taisir Al-Jassim, Salem AlDawsari e Yahia Al Shehri (Hattan Bahbir); Mohammed AlSahlawi (Muhannad Assiri)
Técnico: Juan Antonio Pizzi

Copyright© 2007/2018 - COMENTANDO.COM.BR - Todos os direitos reservados.
Este material não pode ser publicado, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização.