O drama de Messi! Camisa 10 perde pênalti e Argentina fica no empate com a Islândia

‘Hermanos’ jogam mal e veem seu principal craque parar nas mãos do goleiro ‘Haka’; Islândia faz história e marca seu primeiro gol em Copas

 

  

Parece mesmo que os deuses da Copa do Mundo parecem não gostar de Lionel Messi. Apesar de vencer tudo no Barcelona e ter sido por muito tempo o melhor jogador do planeta, mais uma vez, o meia deixou a desejar. Além de não conseguir uma grande finalização em gol, já que suas melhores chances passaram perto, mas foram para fora, o ‘hermano’ ainda perdeu um pênalti, no empate de um a um entre Argentina e Islândia. Como se não bastasse o fantasma de Cristiano Ronaldo assombrando seus principais concorrentes na busca pelo prêmio de melhor jogador da Copa do Mundo, ainda viu Aguero marcar e, junto com Meza, ser um dos principais nomes do time azul e branco em Moscou.

 

 

GOLAÇO DE AGUERO E A PRIMEIRA VEZ QUE A ISLÂNDIA FOI ÀS REDES NAS COPAS

 

A primeira etapa começou mostrando muita desorganização defensiva das duas equipes. Os argentinos atacavam em bloco, tentando abafar e conseguir logo fazer um gol para aliviar a pressão que a seleção carrega nas costas Copa após Copa. O time islandês jogava no embalo da torcida e nos espaços que a zaga argentina deixava, aliás, já nos primeiros minutos deixava espaços permitindo aos nórdicos chegar com muito perigo. Otamendi tocou na fogueira para Caballero que afastou de qualquer maneira, na sobra, os islandeses triangularam na entrada da área ‘hermana’, Sigurdsson girou e passou para Bjarnason perder uma chance incrível. Aos dezesseis minutos, Lionel Messi apresentou seu cartão de visitas, ciscou em frente ao marcador e soltou a bomba para boa defesa do goleiro Halldórsson. Dois minutos depois, Aguero recebeu na marca do pênalti, fez o pivô, girou e acertou o ângulo, um golaço da Argentina em Moscou. Na sequencia, a zaga europeia bateu cabeça e a bola sobrou para Messi que emendou de primeira para mais uma defesa do goleiro ‘Haka’.

 

A zaga argentina seguia batendo cabeça, em uma bobeira enorme, a bola sobrou no lado esquerdo para Saevarsson que chutou cruzado, o goleiro Caballero espalmou para o meio da área e Finnbogason empurrou a bola para o fundo da rede, empatando o jogo para desespero do técnico Jorge Sampaoli. Após o empate. Tentando reorganizar a parte defensiva, as duas equipes deram uma segurada na velocidade do jogo. No fim do primeiro tempo, Salvio avançou pelo lado direito e cruzou, Sigurdsson cortou e quando caia tocou com a mão na bola, os argentinos pediram pênalti, mas o árbitro polonês mandou seguir. Na sequencia, foi a vez da Islândia descer pela esquerda e ver o goleiro argentino salvar o que seria a virada do time nórdico.

 

 

MESSI PERDE PÊNALTI E PRESSÃO ARGENTINA NO FINAL

 

Tentando equilibrar o numero de finalizações e fazer valer o dia ruim da defesa da seleção argentina, os islandeses iniciaram a segunda etapa pressionando. Até o décimo minuto, os ‘Hakas’ tinham criado duas boas chances desperdiçadas por falta de capricho nas finalizações. Messi tentava chamar a responsabilidade para si, encarava a marcação, procurava o jogo, mas não conseguia fazer fluir as jogadas. A Islândia trabalhava uma linha defensiva com cerca de oito marcadores dentro da área. Os sul americanos tentavam abrir a defesa europeia pelo meio, Meza ganhou na velocidade, entrou na área e foi derrubado por Magnússon, pênalti. Cinco vezes eleito o melhor jogador do mundo, Lionel Messi foi para a bola e bateu para grande defesa de Halldórsson, o que aumentou, ainda mais a pressão sob a cabeça do camisa 10 ‘hermano’. Com a consciência de quem teria que dobrar a aposta para conseguir a vitória, os argentinos partiram para cima da marcação islandesa, mas insistiram em furar a defesa adversária pelo meio do comando de ataque, o que já tinha se mostrado ineficiente durante todo o primeiro tempo. Os ‘hermanos’ pressionaram bastante o valente time islandês no fim do jogo, mas não conseguiraram o segundo gol.

 

Para o volante Mascherano, não foi o dia da Argentina que sentiu a pressão da primeira partida na Copa 2018. – Obviamente não estamos com a melhor das sensações. Queríamos ganhar e fizemos o possível. O primeiro jogo nunca é fácil, mas é preciso seguir em frente. Enfrentamos um rival que fica lá atrás, muito junto e com a defesa sólida, além disso, não foi o nosso dia e quando não é o nosso dia e damos a opção de gol, o gol acaba saindo. Espero que a torcida continue nos apoiando, porque nós vamos precisar – pediu o argentino.

 

 

PRÓXIMA PARTIDA

 

O time de Lionel Messi volta a campo para enfrentar a Croácia, na quinta, dia 21 às 15h00, Ninji Novgorod. No dia seguinte é a vez da Islândia enfrentar a Nigéria, ao meio dia em Volgogado.

 

FICHA TÉCNICA
ARGENTINA 1 X 1 ISLÂNDIA

 

Local: Spartak Stadium - Moscou
Data: 16 de junho de 2018 (Sábado)
Horário: 10h (de Brasília)

 

Árbitro: Szymon Marciniak (Polônia)

 

Gols: Sergio Agüero 19’/1ºT (Argentina) e Henry Finnbogason 23’/1ºT (Islândia)

 

Cartões amarelos: Birkir Bjarnason (Islândia)

 

ARGENTINA: Willy Caballero; Nicolas Tagliafico, Marcos Rojo, Nicolás Otamendi e Eduardo Salvio; Lucas Biglia (Éver Banega), Javier Mascherano, Ángel Di María (Cristian Pavón) e Maximiliano Meza (Gonzalo Higuaín); Lionel Messi e Sergio Agüero
Técnico: Jorge Sampaoli

 

ISLÂNDIA: Hannes Halldórsson; Hordur Magnússon, Ragnar Sigurdsson, Kári Árnason e Birkir Saevarsson; Emil Hallfredsson, Aron Gunnarsson (Ari Skúlason), Birkir Bjarnason e Johann Gudmundsson (Rúrik Gíslason); Gylfi Sigurdsson; Kjartan Henry Finnbogason (Björn Sigurdarson)
Técnico: Lars Lagerback

Copyright© 2007/2018 - AGÊNCIA DE NOTÍCIAS.COM.BR - Todos os direitos reservados.
Este material não pode ser publicado, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização.