Mariana Silva vence e está na semifinal da categoria até 63 kg do judô

Brasileira toma iniciativa da luta, vence na “prorrogação” e encara campeã do mundo na semifinal olímpica

Foi suado, foi difícil, mas foi com o coração. E foi com o coração alado de Mariana Silva que passou pela israelense Yarden Gerbel e está na semifinal olímpica da categoria até 63 kg. O combate, que só terminou após dois minutos de luta no “golden score”, espécie de prorrogação de morte súbita do torneio de judô, mostrou que a atleta brasileira está focada e disposta a conquistar mais uma medalha para o Brasil nesse quarto dia de competições do judô na Rio 2016.

 

O combate começou com as lutadoras buscando os golpes e as pontuações. A brasileira tomou a iniciativa do combate e procurou atacar a atleta israelense.  Ainda no primeiro minuto, a brasileira conseguiu um excelente golpe, provocando a queda de costas da israelense, mas os árbitros da luta não consideraram a pontuação. Na sequência, Mariana tentou uma técnica de estrangulamento que causou um sangramento na adversaria, obrigando a paralisação do combate para o atendimento médico, já que nenhum atleta pode atuar com sangramento.

 

Após o atendimento médico, a israelense equilibrou o combate tentando fazer a pegada de manga e gola da brasileira e, assim, a luta foi se encaminhou para o final empatada em 0 a 0, levando a decisão para a “prorrogação”.  No golden score, as duas lutadoras mostraram disposição para o combate, tentando fazer a pegada de gola uma da outra. Logo no primeiro minuto, o clima de suspense tomou conta da Arena Carioca 2, quando a mesa de árbitro parou para analisar uma possível pontuação da judoca israelense, por causa de um ataque equivocado da brasileira, mas para alívio de todos a luta foi reiniciada sem a pontuação que definiria o combate.

 

Após o susto, Mariana fez a pegada de manga, deu seguidos toques na perna da oponente, desequilibrou a adversária que foi ao chão defendendo bem e evitando a pontuação verde e amarela. Porém, Mariana aplicou um golpe de chão, conquistou um Yoko e carimbou a classificação para a semifinal olímpica, onde vai enfrentar a eslovena Tina Trstenjak, atual campeã do mundo. 

Copyright© 2007/2018 - COMENTANDO.COM.BR - Todos os direitos reservados.
Este material não pode ser publicado, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização.