É bronze! Derrotada na semi, Mayra Aguiar reage e conquista o bronze na Rio 2016

Brasileira derrotada por francesa na semi, se recupera em quinze minutos, vence cubana e conquista sua segunda medalha de bronze olímpico

Foi como em Londres. Pouco tempo depois da derrota na semifinal, a brasileira Mayra Aguiar mostrou enorme poder de reação e voltou para a disputa da medalha determinada a não deixar o bronze olímpico da Rio 2016 escapar.  Uma das favoritas ao ouro no torneio, a judoca brasileira derrotou a forte cubana Yalennis Castillo com um yoko e colocou o segunda medalha de bronze no peito, afinal, havia passado exatamente pela mesma situação em Londres, quatro anos atrás. Não é fácil ter que esquecer uma derrota tão importante e buscar forças para conquistar a vitória e é mais difícil quando se tem apenas quinze minutos para isso. Mas, para uma atleta que mantém seu nível de concentração elevado até o último comando do árbitro, quinze minutos foram mais que o suficiente para a brasileira deixar para trás a tristeza da derrota e estampar no rosto o sorriso típico dos vencedores.

 

Mayra pisou no tatame querendo projetar a adversária e resolver logo a disputa. Com 15 segundos já havia conquistado um yoko. Na sequencia, imobilizou a cubana, porém, só por 4 segundos, o que não rendeu pontuação para a gaúcha. Mayra literalmente montou em cima da cubana na tentativa de obter a imobilização e obrigou Castillos a lutar. A cubana tenta a pegada na gola da brasileira que toca a base da oponente. As duas vão paro o chão na projeção aplicada pela judoca brasileira que investiu na técnica de solo, tentando a imobilização. A atleta cubana tomou uma punição por falta de combatividade e bastou para a brasileira esperar o tempo passar, conquistando sua segunda medalha de bronze nas olimpíadas. Como fez Rafaela Silva, a medalhista brasileira correu para as arquibancadas  e comemorou nos braços do povo, de seu povo que, assim como o restante do público presente na Arena Carioca 2, vibrava de emoção com a conquista verde e amarela.

 

A medalha de ouro ficou com a atual campeã olímpica, a americana Kayla Harison.

 

A SEMIFINAL

 

Uma pena! Mayra Aguiar cai na semifinal e dá adeus à disputa do ouro olímpico da Rio 2016

 

Foi por pouco, por muito pouco. Em uma luta travada, onde as judocas não conseguiram desenvolver as técnicas e aplicar os golpes para atingir qualquer tipo de pontuação, a brasileira Mayra Aguiar acabou eliminada no critério de desempate. Com um cartão amarelo a mais que a adversária Audrey Tcheuméo, da França, a gaúcha está fora da disputa pelo ouro e vai brigar pela medalha de bronze do torneio feminino de judô da Rio 2016. Mayra pareceu um pouco nervosa e não conseguiu encaixar seus golpes como nas outras lutas.

 

A francesa começou atacando o pé da brasileira que se defendeu e partiu para a pegada de gola da adversária que, por sua vez, devolvia na mesma moeda. A luta não se desenvolveu e a judoca gaúcha acabou punida por ter evitado o combate em determinado momento. Pra reverter a situação, precisou atacar a europeia. Mayra tocou a perna da adversaria e a derrubou, o publico comemorou, mas os juízes não consignaram a pontuação para a brasileira. Faltando 50 segundos para o final, foi a vez de Tcheuméo ser punida, empatando a luta. Na ânsia de resolver o confronto e garantir a vaga na disputa do ouro, Mayra Aguiar cometeu um erro, tomou a segunda punição e deu adeus ao sonho do campeonato olímpico.

 

 

 

 

Copyright© 2007/2016 - COMENTANDO.COM.BR - Todos os direitos reservados.
Este material não pode ser publicado, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização.